domingo, 30 de agosto de 2015

Grande movimento empolga expositores no primeiro domingo da Expointer


Um Tabapuã disparou junto ao Pavilhão dos Gado de Corte
Um Tabapuã disparou junto ao Pavilhão dos Gado de Corte - Foto: Vilmar da Rosa/Agência Preview
Um domingo ensolarado, de temperatura agradável, levou milhares de pessoas à 38ª Expointer, no Parque Assis Brasil, em Esteio. O tempo bom empolgou os expositores e lotou os estacionamentos. Corredores cheios, famílias inteiras passeando, restaurantes e pavilhões movimentados foram a marca deste primeiro fim de semana de feira. A beleza dos animais encantou as crianças, presentes em grande número ao parque, e deixou pais, mães e familiares felizes. "Já estivemos aqui em outros anos, mas desta vez viemos para trazer o filho pela primeira vez", afirmou Altemir Silva, de Canoas, que estava acompanhado da esposa, Marla Bartz, e do pequeno Mateus, de três anos. Até mesmo a disparada inusitada de um Tabapuã junto ao Pavilhão dos Gado de Corte pode ser considarada uma atração para os visitantes.
No Pavilhão da Agricultura Familiar, um mosaico de sabores aguçava o paladar dos visitantes. Cucas, bolos, geleias, sucos, queijos, pães e salames provocavam o apetite dos frequentadores, agradando os produtores. Miriam Costa, de São Lourenço do Sul, veio a Esteio pela oitava vez para vender sucos, geléias e doces da Agroindústria Figueira do Prado e ficou impressionada com o movimento, que esgotou o seu estoque inicial de suco de bergamota. "Nestes anos todos que venho à Expointer, nunca tinha visto um movimento tão grande nos dois primeiros dias", comemorou. "Já tive que providenciar a reposição dos nossos produtos para a sequência da semana", completou a produtora. A empolgação de Miram Costa é respaldada pelos primeiros números divulgados em relaçâo às vendas do Pavilhão da Agricultura Familiar, que no primeiro dia teve um aumento de 37,5% em relação a 2014.
Nos outros pavilhões, também haviam expositores eufóricos com o movimento, com o empresário Rogério Ribeiro, de Tramandaí, que há dez anos instala uma unidade da sua "Querência das Cuias" na exposição de Esteio. "A Expointer vem crescendo a cada ano e aqui, até o momento, não se vê crise. O consumidor vem para comprar mesmo, pois está cada vez mais exigente e sabe da qualidade dos produtos aqui vendidos", afirmou o comerciante de cuias, mateiras, bombas e artesanatos em couro.
O garçom Alexandre Leal Pires, de Esteio, é outro satisfeito com o rendimento do primeiro final de semana. "Foi um domingo com muito movimento e filas nos horários de pico. É a quarta vez que trabalho aqui, passo o ano aguardando a Expointer e neste primeiro final de semana já valeu muito a pena", explicou o garçom, entre um atendimento e outro no agitado Boulevard.
Pela primeira vez na exposição, o auxiliar de capataz, José Carlos da Silva, de 30 anos, disse estar realizado. "Era um sonho vir à Expointer e é melhor do que eu esperava", falou sorridente o funcionário da Cabanha Santa Maria, de São Gabriel.
Texto: Ernani Campelo
Edição: Cristina Lac
Imprensa Expointer

Exposição e apresentação de cães movimentaram o domingo na Expointer

Este domingo (30) foi um dia de destaque para os cães na Expointer. A Federação Cinológica do Rio Grande do Sul, juntamente com os Departamentos das Raças Bulgogue Campeiro e Cimarón Uruguayo, realizou exposições e matchs para avaliar os caninos. A exposição especializada da Raça Cimarón Urugayo, em sua 16° edição, teve como árbitra oficial Clarice Oliveira e como grande campeão o cão Las Raices Tona. Já o 4° Match, com julgamento do criador da raça Gabriel Elissolde, apontou Las Raices Asencio como o grande campeão, e o 5° Match, Los Roices Cobre, com avaliação de Julio Lopez, também criador da raça. Participaram das avaliações 17 cães de 12 canis, que foram julgados pela sua estrutura, dinâmica e temperamento.
Já a raça Buldogue Campeiro participou da sua primeira exposição especializada, que busca encontrar o animal com mais características do padrão estabelecido. O campeão foi Yuri Molosso di Jerivá, da propriedade Reis do Campo, também avaliado pela arbitra Clarice Oliveira. E o 4° Match na Expointer, avaliado por Christian Sant'Ana, teve como melhor da raça Anita do Cãodomínio. Foram 24 participantes de 15 canis do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Adestramento
Também durante o domingo, dezenas de cãezinhos da Dog Scholl realizaram uma apresentação de adestramento com provas de obstáculos e equilíbrio. A Dog Scholl é uma escola de adestramento com mais de 15 anos de atuação na capital, com supervisão do adestrador Ivan Brizola, e sempre realiza apresentações com alunos e seus respectivos animais, que mostram como o envolvimento com seu cão pode dar resultados.

Texto e edição: Imprensa Expointer

Expointer recebe mais de 120 mil pessoas no primeiro final de semana

Comercialização de animais ultrapassou os R$ 6 milhões




Primeiro final de semana da 38ª Expointer atraiu 121.347 pessoas ao Parque Assis Brasil | Foto: Daniela Barcellos/ Palácio Piratini/ CP

Correio do Povo

O público presente no primeiro final de semana da 38ª Expointer chegou a 121.347 pessoas. O balanço, com informações até as 18h30min deste domingo, foi divulgado pelo secretário da Agricultura e Pecuária, Ernani Polo. A comercialização de animais chega a R$ 6.187.700,00, puxada pelos leilões de cavalos crioulos, que ocorrem desde quarta-feira no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O animal mais caro comercializado neste final de semana foi a fêmea Hulha Negra da Vendramin, vendida a R$ 525 mil no leilão da Estância Vendramin, de Palmeira (PR).

A agricultura familiar aumentou suas vendas em 37,5% em comparação com 2014. Somente no sábado foram comercializados R$ 185.600,00 em produtos. No Pavilhão do Artesanato, as vendas somaram R$ 97.331,00 no sábado, totalizando 2.741 peças vendidas.

Grande movimento empolga expositores no primeiro domingo da Expointer


Um Tabapuã disparou junto ao Pavilhão dos Gado de Corte
Um Tabapuã disparou junto ao Pavilhão dos Gado de Corte - Foto: Vilmar da Rosa/Agência Preview
Um domingo ensolarado, de temperatura agradável, levou milhares de pessoas à 38ª Expointer, no Parque Assis Brasil, em Esteio. O tempo bom empolgou os expositores e lotou os estacionamentos. Corredores cheios, famílias inteiras passeando, restaurantes e pavilhões movimentados foram a marca deste primeiro fim de semana de feira. A beleza dos animais encantou as crianças, presentes em grande número ao parque, e deixou pais, mães e familiares felizes. "Já estivemos aqui em outros anos, mas desta vez viemos para trazer o filho pela primeira vez", afirmou Altemir Silva, de Canoas, que estava acompanhado da esposa, Marla Bartz, e do pequeno Mateus, de três anos. Até mesmo a disparada inusitada de um Tabapuã junto ao Pavilhão dos Gado de Corte pode ser considarada uma atração para os visitantes.
No Pavilhão da Agricultura Familiar, um mosaico de sabores aguçava o paladar dos visitantes. Cucas, bolos, geleias, sucos, queijos, pães e salames provocavam o apetite dos frequentadores, agradando os produtores. Miriam Costa, de São Lourenço do Sul, veio a Esteio pela oitava vez para vender sucos, geléias e doces da Agroindústria Figueira do Prado e ficou impressionada com o movimento, que esgotou o seu estoque inicial de suco de bergamota. "Nestes anos todos que venho à Expointer, nunca tinha visto um movimento tão grande nos dois primeiros dias", comemorou. "Já tive que providenciar a reposição dos nossos produtos para a sequência da semana", completou a produtora. A empolgação de Miram Costa é respaldada pelos primeiros números divulgados em relaçâo às vendas do Pavilhão da Agricultura Familiar, que no primeiro dia teve um aumento de 37,5% em relação a 2014.
Nos outros pavilhões, também haviam expositores eufóricos com o movimento, com o empresário Rogério Ribeiro, de Tramandaí, que há dez anos instala uma unidade da sua "Querência das Cuias" na exposição de Esteio. "A Expointer vem crescendo a cada ano e aqui, até o momento, não se vê crise. O consumidor vem para comprar mesmo, pois está cada vez mais exigente e sabe da qualidade dos produtos aqui vendidos", afirmou o comerciante de cuias, mateiras, bombas e artesanatos em couro.
O garçom Alexandre Leal Pires, de Esteio, é outro satisfeito com o rendimento do primeiro final de semana. "Foi um domingo com muito movimento e filas nos horários de pico. É a quarta vez que trabalho aqui, passo o ano aguardando a Expointer e neste primeiro final de semana já valeu muito a pena", explicou o garçom, entre um atendimento e outro no agitado Boulevard.
Pela primeira vez na exposição, o auxiliar de capataz, José Carlos da Silva, de 30 anos, disse estar realizado. "Era um sonho vir à Expointer e é melhor do que eu esperava", falou sorridente o funcionário da Cabanha Santa Maria, de São Gabriel.
Texto: Ernani Campelo
Edição: Cristina Lac
Imprensa Expointer

Expointer leva mais de 121 mil pessoas ao Parque Assis Brasil

Sol e calor proporcionaram momentos de lazer aos visitantes
Sol e calor proporcionaram momentos de lazer aos visitantes - Foto: André Feltes/Agência Preview
O público presente no primeiro final de semana da 38ª Expointer chegou a 121.347 pessoas. O balanço, com informações até as 18h30 deste domingo (30), foi divulgado pelo secretário Agricultura e Pecuária, Ernani Polo. A comercialização de animais chega a R$ 6.187.700,00, puxada pelos leilões de cavalos Crioulos, que ocorrem desde quarta-feira no Parque de Exposições Assis Brasil. O animal mais caro foi a fêmea Hulha Negra da Vendramin, por R$ 525 mil, no leilão da Estância Vendramin, de Palmeira (PR).
A agricultura familiar aumentou suas vendas em 37,5% em comparação com 2014. Somente no sábado foram comercializados R$ 185.600,00 em produtos. No Pavilhão do Artesanato, as vendas somaram R$ 97.331,00 no sábado, totalizando 2.741 peças vendidas. 
Qualidade do leite gaúcho
Nesta terça-feira (1º), às 8h30, o secretário Ernani Polo recebe a imprensa para um café da manhã. Durante o encontro será apresentado um documento sobre a qualidade do leite no Rio Grande do Sul. O material foi produzido pela Câmara Setorial da Secretaria da Agricultura e Pecuária.
Texto: Roberta Amaral
Edição: Imprensa Expointer 

sábado, 29 de agosto de 2015

GOVERNADOR NA EXPOINTER: "Os servidores merecem uma explicação, mas hoje o assunto é Expointer", diz Sartori

Em entrevista coletiva na abertura da feira, governador foi breve ao comentar o pagamento do salário do funcionalismo
Por: Cadu Caldas, de Esteio

"Os servidores merecem uma explicação, mas hoje o assunto é Expointer", diz Sartori Fernando Gomes/Agência RBS
Sartori participou da abertura oficial da 38ª ExpointerFoto: Fernando Gomes / Agência RBS









Na manhã em que servidores estaduais tiveram a confirmação de pagamento de uma parcela de R$ 600 do salário na segunda-feira, José Ivo Sartori participou da abertura da 38ª Expointer. No parque Assis Brasil, em Esteio, o governador foi breve ao comentar o fatiamento dos vencimentos:
— Os servidores merecem uma explicação, mas hoje o assunto é Expointer — limitou-se a dizer Sartori.
O governador afirmou que, na manhã de segunda-feira, o Piratini dará explicações sobre a situação financeira no Estado à imprensa.

Este é o segundo fatiamento seguido na folha do funcionalismo gaúcho e atinge todo o quadro. O restante dos vencimentos deverá ser pago em outras três parcelas, mas o cronograma corre risco de não ser cumprido já que o Estado pode ter as contas bloqueadas novamente pela União em função do não pagamento de parcela da dívida.

Sartori pede calma aos servidores estaduais

Governador do Estado visitou casa da Record na Expointer

Governador do Estado visitou casa da Record na Expointer | Foto: André Ávila

Correio do Povo e Rádio Guaíba


Em visita à casa da Record na Expointer neste sábado, o governador do Estado, José Ivo Sartori, afirmou que o Piratini vai tratar do pagamento do funcionalismo público em coletiva na segunda-feira. Sartori deu a entender, no entanto, que haverá novamente parcelamento dos salários dos servidores e pediu calma à categoria. 


"Muita calma, muita cautela, não vamos exager na dose. Todo mundo tem o direito de ter contrariedade, de se sentir mal no processo, mas nós temos que construir uma realidade diferente, por isso peço a compreensão de todos. Não vamos exagerar porque, de repente, isso penaliza a sociedade", argumentou. "Nós temos em torno de 350 mil servidores no estado do Rio Grande do Sul, mas nós temos uma sociedade que tem 11 milhões de habitantes", justificou. 

"Não há dinheiro, porque no mês que passou houve bloqueio das contas (pela União) e começou a ingressar recursos há uma semana no Tesouro do Estado", disse Sartori. O governador lembrou ainda que há fornecedores sem receber também. "Nós vamos respeitar a população do Rio Grande do Sul, os servidores e suas famílias, e vamos colocar toda a realidade. Nós estamos, desde março, contabilizando pedidos de ação que viessem a encurtar essa diferença", explicou.

O governador se mostrou descontente com a atitude dos servidores estaduais. "No mês passado, mesmo pagando tudo, houve paralisação do serviço", reclamou. "Não ajuda a sociedade", argumentou.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Prova de morfologia dá largada ao Freio de Ouro

  • A primeira etapa do 34º Freio de Ouro, a competição de cavalos da raça Crioula que terá sua final na 38ª Expointer, teve início nesta quinta-feira (27) no Parque de Exposições Assis Brasil em Esteio. A morfologia dos 103 cavalos foi avaliada por um grupo de seis jurados e corresponde a 40% da nota final. Foram avaliadas 52 éguas pela manhã e 51 machos à tarde.



A égua classificada com a maior média foi Igualita da Reconquista, do box 34, do criador Marcelo Tellechea Cairoli, da Reconquista Agropecuária, de Alegrete. Entre os machos, a maior média ficou com Farrapo da Maior, do box 76, do criador André Ricardo Souto Maior, da Cabanha Maior, de Painel (SC).


Para a etapa da morfologia são observados o equilíbrio do cavalo, selo racial, retangularidade e qualidade das aprumas. De acordo com o jurado Fábio Muricy Camargo, parte das características que possibilitam um cavalo Crioulo ter chances de vencer a competição foram conhecidas nesta etapa. “O cavalo que tem bom equilíbrio entre morfologia e função é o cavalo que vai ter chances de brigar pelo Freio. Se for bom em apenas uma das qualificações, a chance vai ser baixa”, resume.
Além da avaliação da morfologia, a partir desta sexta-feira (28) serão realizadas as provas de andadura, figura, voltas sobre patas e esbarradas, mangueiras e paleteadas. As provas finais, onde os 14 cavalos finalistas disputam o Freio de Ouro, ocorrem neste domingo (30), a partir das 13h. A feira abre no sábado (29) e segue até 6 de setembro.
Texto e edição: Imprensa/Expointer

Secretário de Agricultura pede compreensão de fiscais agropecuários durante Expointer

Categoria pretende realizar protestos durante a feira



Secretário de Agricultura pede compreensão de fiscais agropecuários durante Expointer | Foto: Palácio Piratini / Divulgação / CP
 
Rádio Guaíba


Diante da possibilidade de protestos de servidores estaduais durante a realização da 38ª Expointer, o secretário estadual de Agricultura, Ernani Polo, pediu neste domingo a compreensão dos fiscais agropecuários. Eles são os responsáveis por inspecionar os animais na chegada ao Parque Assis Brasil, em Esteio, processo que deve iniciar na manhã desta segunda-feira. O secretário Polo pede que os fiscais agropecuários tenham bom senso diante do esforço de produtores e expositores e da expectativa deles em torno da feira.

“Nós inclusive mantivemos contato, reconhecendo o direito de manifestação, mas que a Expointer é uma feira que acontece há muitas décadas no Estado, a gente reconhece a dificuldade que estamos enfrentando, no entanto a compreensão, o bom senso são fundamentais nesse momento, para que os produtores, pecuaristas, expositores que se preparam o ano todo possam participar da Expointer”, disse Polo.

Ainda na semana passada, a Associação dos Fiscais Agropecuários do Rio Grande do Sul (Afagro-RS) definiu que a paralisação da categoria durante a Expointer vai contar com dois momentos de mobilização: em 29 de agosto, em meio à abertura dos portões ao público, e em 4 de setembro, na Abertura Oficial, durante o desfile dos campeões no Parque de Exposições Assis Brasil.

Caso confirmado o parcelamento dos salários de agosto, os fiscais – inclusive os que estão trabalhando na feira – paralisarão as atividades por quatro dias, na virada do mês, juntamente com o restante do funcionalismo.

A entrada dos 4.758 animais de argola participantes da feira ocorre, entre esta segunda e sexta-feira, das 8h até a meia-noite. No sábado que vem, a Expointer abre as portas para o público, até 6 de setembro. Já os cerca de 3 mil animais rústicos, que vão à comercialização, poderão ingressar no parque durante a feira.

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, já confirmou presença durante a festa de Esteio. O presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, também visita o Parque, no próximo sábado.

Previsão é de tempo bom e temperaturas agradáveis durante a feira

A 38ª Expointer, que se inicia neste sábado (29) e vai até 6 de setembro, deverá ser de tempo bom, com sol e calor. Conforme boletins climatológicos da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, que tem parceria com centros de meteorologia, apenas a segunda-feira (30) será de tempo nublado, com possibilidade de pancadas de chuva em Esteio. Os outros oito dias de feira prometem sol com poucas nuvens e temperaturas que variam entre 6ºC e 30ºC.

No primeiro final de semana da Expointer 2015, o sol predomina e não há previsão de nebulosidade ou pancadas de chuva. Neste sábado, quando ocorre a abertura dos portões para visitação, a previsão é de que a manhã começe com temperaturas de 12ºC, podendo chegar, na parte da tarde, aos 27ºC. No domingo as temperaturas aumentam ainda mais e devem ser registradas mínimas de 16ºC e máximas de 30ºC.


A 38ª Expointer ocorre no Parque de Exposições Assis Brasil, ao lado da BR-116, em Esteio. Ao todo serão 4.758 animais em exposição durante a feira.
Texto e edição: Imprensa/Expointer